Sobre o silêncio selectivo

Se há tema que leva a direita a ser mais determinada do que um cão a não largar o osso, é a situação na Venezuela e em Cuba. Trata-se de uma obsessão, comprovada pelo que se escreve sobre esses regimes e pelo constante chapar à cara da esquerda dos problemas nesses países. A tónica habitual pretende difundir este spin: “Portugueses, fujam da esquerda e, se não perceberem porquê, vejam o que se passa na Venezuela e em Cuba”.

Sem inocência alguma, essa mesma direita fica completamente muda com as décadas de governação de direita no México e os enormes problemas que trouxe ao país. Um caso típico de duplo-pensar, agora com o caso do Brasil a juntar-se ao cardápio. [Read more…]

Uma ajuda para inspiração de posts

Há por dois ou três sítios que seguem obsessivamente o que se passa na Venezuela e em Cuba como forma de ilustrarem o falhanço que são os regimes de esquerda. Já quanto aos quase 90 anos de governos de direita no México, cujas políticas têm conduzido ao gigantesco fluxo migratório para fugir desse paraíso de direita, o silêncio tem sido a marca dominante, não fosse a sua pureza de raciocínio sair toldada.

Agora que o México vai ter um governo de esquerda, já têm mais um tema para posts isentos, a apontarem a desgraça que são os regimes de esquerda. Só têm que passar uma esponja por cima das décadas de governação à direita.

Termino com uma nota para os distraídos. A má governação não tem cor política, seja ela de esquerda ou de direita, apesar da militância com palas não o ver.

El Sueño Americano

roupas_migrantes

[Helena Ferro de Gouveia]

Estas imagens são retiradas da conta de Instagram do fotógrafo norte-americano Tom Kiefer. Chama-lhes “ El Sueño Americano”.
As posses dos indocumentados, consideradas “não essenciais” são confiscadas, incluindo brinquedos de crianças, bíblias, rosários e roupa.
Nenhuma roupa para trocar é permitida aos migrantes detidos na fronteira norte-americana, nem mesmo roupa interior ou cobertores.
América 2018.
(E não me venham para aqui com o discurso de que os pais usam as crianças para a fuga, se vocês estivessem desesperados e deixassem tudo para trás deixariam os vossos filhos ?

Proteger as fronteiras? Sim, nunca desta forma, com esta indignidade. Falamos de humanos, com um coração que bate como o nosso )

Façam-me um favor e partilhem até à exaustão esta indignidade.

Tem tudo para correr bem!

A FIFA entregou a organização do Mundial de 2026 à candidatura conjunta do México, EUA e Canadá, o que é uma excelente notícia, porque tem tudo para correr bem. Pelo menos a julgar pelo estado das relações entre os três países, com especial destaque para esse portento da diplomacia em que se transformou a América de Trump.

Por falar em trogloditas, será que Donald Trump termina o muro que os mexicanos vão pagar, a tempo do Mundial que vão organizar em conjunto com o Canadá do “desonesto e fraco” Trudeau? Ou será preciso chamar o “talentoso” Kim Jong para meter ordem na casa?

 

It’s great. It’s amazing.

portugal no-wall

No mundo de Trump não há factos nem verdade. Apenas o que se diz no momento. [Read more…]

Ouvido no portugalex

Por causa do muro, Trump vai contratar a equipa do “Querido, mudei a casa.”

O muro de Trump acabará pago pelo consumidor americano…

Empresas costumam tentar evitar custos, passando os mesmos, quando não conseguem restruturam-se.
Caso Donald Trump decida mesmo avançar com a taxa de 20% sobre importações do México para financiar a construção do muro, esse valor vai ser inteiramente cobrado nos bolsos do consumidor americano. Num cenário ideal, o negócio continuará business as usual, toda a cadeia incorpora a taxa que no final irá incidir no PVP do produto em causa. Eventualmente poderão existir produtos que sujeitos à taxa, deixam de ser concorrenciais no mercado norte-americano, mas não quer dizer que deixem de ser vendidos, os distribuidores irão procurar novas fontes de fornecimento. [Read more…]

Sim, é este imbecil que vai reinar no planeta Terra nos próximos anos

dt

Donald Trump lançou uma espécie de ultimato à General Motors:

A General Motors está a enviar carros do modelo Chevy Cruze fabricados no México para vendedores norte-americanos isentos de taxas alfandegárias. Fabriquem nos Estados Unidos da América ou paguem pesadas taxas alfandegárias

Um belo momento de patriotismo, não haja dúvida. Os tolos que ainda acreditam que Trump é diferente de outros que o antecederam ou da escumalha que se diverte e enriquece a destruir a economia mundial rejubilam! Os manipuladores que usam argumentos como este para fazer comparações idiotas com a esquerda esfregam as mãos. Já o liberal selvagem Trump, o tal que agora sentencia a General Motors a pagar pesadas taxas alfandegárias se não quiser produzir nos EUA, é o mesmo que usou esquemas igualmente trapaceiros para fugir aos impostos durante duas décadas. Sim, é este imbecil que vai reinar no planeta Terra nos próximos anos. Tem tudo para correr bem, não acham?

Foto: Joe Raedle/Getty Images@Business Insider

Mais vale prevenir

mexico

via Political Cartoon

 

Irrevogavelmente, uma missão e pêras

PP

Terminada a sua visita ao México, no final de 2014, Paulo Portas descrevia o périplo como “uma missão e pêras”. Vários contratos assinados entre empresas portuguesas e mexicanas, entre elas a “infame” JP Sá Couto, tão criticada pela direita pela ligação aos executivos Sócrates, ou a actual empregadora do então vice-primeiro-ministro, a Mota-Engil, coroavam a iniciativa que culminou na condecoração de Portas pelo governo mexicano. [Read more…]

O empresário idiota

uma ideia que a comunidade hispânica nos EUA e eu partilhamos sobre Donald Trump, que na Terça-feira afirmou que o México envia “traficantes” e “violadores” para o país. Teria a sua piada ver a Casa Branca ocupada por alguém ainda mais idiota que G.W. Bush.

Há uma guerra civil a estalar no México

Milícias de cidadãos vs. narcotraficantes. Todos armados até aos dentes.

Pode uma Nação ser mais Humilhada?

201310171136_bandeira171003
Depois de saber disto, pode, podem fazer-nos tudo, que aquele conas tudo aceita.

A América zela pela liberdade dos europeus

Que os Estados Unidos controlem quem vai viajar para os Estados Unidos através de um acordo com a UE, vá que não vá, enfim, se querem impedir alguém de ali entrar estão no seu direito e soberania.

Agora descobriu-se em Madrid que o tal acordo permite controlar também quem faz viagens que passem pelo espaço aéreo dos EUA, ou seja, para Cuba, Canadá e México. Ora as rotas devem ser as mesmas, e portanto isto também afecta voos com partida de Lisboa. Se está nas listas negras do FBI está impedido de voar para  estes países.

Era mais simples a UE firmar um acordo assim: os nossos cidadãos só viajam para onde Washington quiser. E fechar aquilo em Bruxelas, o Capitólio chega perfeitamente.

México: cinquenta mil mortos em seis anos na “Guerra à Droga”

Galeria de imagens.

Cona Culta…

“A partir do mês de outubro, a doutora Patricia Hernández Salazar á a nova diretora da Biblioteca Vasconcelos (Buenavista) em substituição de Federico Hernández Pacheco.”

  Conselho Nacional para a Cultura e Artes

A inglesa BP a cagar no Golfo do México!

A estimativa mais optimista aponta para 1,8 milhões de litros /dia de crude que se derramam nas águas do Golfo do México, mas a mais realista aponta para próximo do dobro. São 4 000 plataformas as que operam naquelas águas e que dão trabalho a milhares de pessoas. Agora, uma delas, está a produzir o maior desastre ambiental de sempre, a destruir toda a actividade pesqueira que fornece cerca de 60% do consumo do país, bem como as actividades de lazer e navegação.

Nos próximos 20 anos o ambiente não conseguirá recuperar de tamanho desastre, toda a população que vive nas redondezas não sabe sequer se poderá continuar a viver nas suas casas. A extração do petróleo faz-se cada vez mais fundo, em condições mais dificeis e mais caras, as hipóteses de algo correr mal, são cada vez maiores. A 1 500 metros de profundidade a BP tenta sem sucesso fechar o poço, a medida mais capaz é abrir dois poços secundários e assim retirar força ao poço fora de controlo.Mas esta solução demora meses (estará operacional em meados de Agosto) e custa milhões de dólares, bem menos no entanto que os biliões de dólares que o desastre já causou e vai continuar a causar.

Luisiana, Missipi, Alabama e Florida os territórios afectados têm milhares de trabalhadores a tentarem conter a “maré negra”, que mata peixes, animais, aves e homens, estes, daqui por uns anos vão padecer de problemas de saúde como já está a acontecer na Costa Galega, após a “maré negra” de muito menores proporções de há uma dezena de anos.

Faltam 416 dias para o Fim do Mundo

Afinal, o nosso Primeiro é um tipo com algum humor. Um dia não são dias. Por falar em paródia, nada como os aviões da Red Bull a substituir os da TAP no Lisboa-Porto. Mais uns dias e uns cobres a menos e ainda vão parar a Portimão…

O passado mês de Fevereiro ficará para a história pelos recordes: o benfas consegue garantir o seu campeonato da década – agora só a partir de 2020 é que vão voltar a cheirar o título – e o desemprego, upa-upa, sempre na frente e rumo ao milhão…

Nas voltas por este Mundo temos o México a marcar a agenda dos próximos protestos da comunidade Gay internacional; as fotos dos criminosos mais procurados (façam o favor de ver bem as fuças dos meninos não vá o diabo tecê-las e um deles ser nosso vizinho). E Obama, sempre ele, a colocar Portugal no mapa – mais uns 30 dias de sossego para o nosso Primeiro!

A UE vai desintegrar-se ?

George Friedman no seu livro “Os Pŕóximos 100 anos – Uma previsão para o século XXl ” diz coisas assombrosas não fosse estarmos a 100 anos de distância.

A China, vista hoje como o próximo adversário dos US vai fragmentar-se em 2020. A Terceira Guerra Mundial será em 2050 entre os US, a Polónia, a Turquia e o Japão, uma espécie de guerra das estrelas. Em 2080, um sistema de satélites irá recolher energia solar no espaço e enviá-la para a Terra. E o aquecimento global não será um problema porque a população vai diminuir.

A Turquia e o Japão são potências em ascenção. A certa altura vão enfrentar a pressão dos US. Ou se subordinam ou resistem. Vão resistir. A Turquia nunca entrará na UE por causa da imigração e será um dos motivos para a fragmentar. A UE é útil enquanto união aduaneira, faz pouco sentido que a Alemanha e Portugal tenham a mesma moeda. Não haverá um sistema de defesa na Europa para além da Nato nem um exército único. Duvido que o Euro exista daqui a uma geração. A Turquia, com a desintegração da Jugoslávia, a queda da URSS, sendo a 17ª potência económica mundial, está a emergir como potência regional, não faz sentido que entre na UE.

O México já é 13ª potência económica mundial, tem uma base industrial crescente e muitos países estão interessados na sua mão-de-obra barata e hoje já é claro que a emigração ilegal para os US é necessária para os dois países, pois os 12 milhões de Mexicanos ilegais são muito necessários à economia dos US e o México precisa das suas remessas de dinheiro.

É um belo exercício de futurologia mas que trás novos dados e novas hipóteses, Oxalá consigamos escolher as boas e lutar por elas.

Lhasa de Sela


That leaving feeling
http://mediaservices.myspace.com/services/media/embed.aspx/m=4161704,t=1,mt=video
Stuart A. Staples | Vídeos de Música do MySpace

Não é fácil falar de Lhasa de Sela, muito menos no dia em que a vemos partir com apenas 37 anos de vida. Uma injustiça.

Sinceramente, faltam-me as palavras, as palavras certas para descrever tudo o que senti quando ouvi, pela primeira vez, as suas músicas, o seu canto profundo, vindo das profundezas da alma. Uma voz assombrosa de uma mulher do Mundo mas cuja estética musical é, claramente, mexicana e só os Deuses sabem como tão bem tratam a música no México.

A primeira vez que ouvi Lhasa foi em 1998 por mero acaso. Fiquei completamente apaixonado pela sua voz e pela intensidade das suas letras. A ela devo a descoberta da música mexicana aprofundada com Lila Downs e mais tarde com Chavela Vargas. Quando encontrei, em França, a sua obra-prima, “La Llorona”, devorei-a intensamente sendo, ainda hoje, uma das minhas principais referências musicais. Quem nunca ouviu “El Desierto” não faz a mais pequena ideia do que estou a falar. Quem nunca ouviu “De Cara a la Pared” não percebe o sentimento de perda que me assolou quando hoje, manhã cedo, ouvi na TSF que Lhasa tinha partido por culpa da doença maldita (AQUI). Quem nunca permitiu ao seu aparelho auditivo o prazer supremo de escutar “El Pajaro” pensará que sou doido. Nem “com toda palabra” existente no nosso vocabulário se encontrará a certa para descrever a alma musical de Lhasa.

Como foi possível, tão nova, ver a sua vida interrompida por um maldito cancro de mama. E eu, parvo ignorante, que julgava quase impossível uma mulher tão nova, tão jovem, morrer assim.

A melhor homenagem é ouvir as suas músicas e nelas descobrir a verdadeira Lhasa, a nossa Lhasa, a minha Lhasa de Sela. Até sempre, rapariga…

Ouvir as suas músicas: AQUI.

[Read more…]

Lhasa de Sela (1972-2010)

Logo à tarde, a TSF repete a entrevista realizada a Lhasa no programa “Pessoal e Transmíssivel”.

Saúde – Americanos fogem para o México

Afinal, o muro que os americanos construiram para impedir que os Mexicanos entrem ilegalmente nos USA, está a resultar em pleno, mas para impedir que os idosos e os pobres americanos, entrem no México à procura de cuidados médicos!

O México está a braços com um grave problema porque são muitos milhares de americanos que sobrecarregam o Sistema de Saúde Mexicano, procurando dessa forma, os cuidados médicos que lhe são negados na sua própria terra!

O país mais rico suga o país mais pobre e a sua generosidade social, que as empresas seguradoras americanas, na ganância dos lucros desmedidos, deixam na valeta sem cuidados médicos. Os republicanos assobiam para o ar, não têm vergonha de ostricizar os seus concidadãos mais pobres.

Entretanto, a guerra pela saúde de quem não é rico continua, com Obama a obter uma importante vitória mas não definitiva!